11/24/2015

MINHA VIDA APÓS UM MILAGRE!

OI DIVINAS E DIVINOS!



O QUE ACONTECEU - A DOENÇA

Hoje venho dividir com vocês minhas experiências após uma quase fatal embolia pulmonar . 
Era um dia que prometia. Cheio de planos e de comemorações entre família, pois era o aniversário de meu marido. Acordei, tomei água, conversei com a diarista e foi aí, bem de repente, que senti uma pontada no peito e senti como uma descarga tomando meu corpo da cabeça aos pés, tontura e taquicardia vieram também e deitei, mas quando tentei me levantar, os sintomas pioraram, veio a dor no peito mais forte e fui para emergência. Ao chegar no hospital fiz todos os exames de coração e nada deu de alteração, mas foi na citilografia do pulmão que deu fortes indicações de TEP (Trombo Embolia Pulmonar), e após passar o dia inteiro recebi a notícia que ficaria internada por no mínimo 5 dias e que era muito grave meu caso. Pensei em meus filhos, nos parabéns, em minha mãe que ficaria com meus filhos, em mim, impotente mas agradecendo a Deus pela hipótese de diagnóstico, está viva e poder ser tratada. Tive várias complicações por procedimentos do "protocolo do hospital" o que me fez passar três dias tendo crises que julguei não conseguir sair. Quando eu e meu esposo imploramos para que modificassem a conduta pois só piorava e em parte fomos ouvidos e mesmo esse " em parte" consegui não ter crises, mas vivia dopada, tão dopada que ao ter alta no décimo dia de internação, quase tinha outra crise. Me dopei e no outro dia, ao ir a um angiologista, ele aconselhou me internar e realizar o correto e completo tratamento, que no outro hospital fizeram "em parte".
Passei 5 dias, sem os sete medicamentos que foram receitados para mim no outro internamento, sem dor, sem falta de ar, sem dor, enfim...me curei. 

A SURPRESA, O MILAGRE!

Após todos os exames posteriores ao que indicaram meu possível diagnóstico, todos os demais deram normais, negativos à hipótese inicial e até hoje estou sem diagnóstico. Ainda sinto algumas dores suportáveis no peito e nas costas, que amedrontam, mas são suportáveis.

O QUE MUDOU?

Eu era uma pessoa altamente consumista. Estressada, querendo fazer tudo e para todos sem medidas. Conceitos, fazer o que não desejo para agradar pessoas, enfim, se antes era agradecida a Deus por minha vida, por minha família, por meus filhos. Passei a valorizar ainda mais. Está com eles, beijá-los, cheirá-los (não conseguia, pois cansava).
Me emocionei ao voltar para casa, ao trabalho, ao entrar no mar, ao fazer coisas que julguei não faria mais. Até levar e trazer meus filhos com trânsito, tudoooo era motivo de agradecer por coisas que não me imaginava fazendo mais,  por achar que não iria  sobreviver ou por não achar que aquele cansaço e mal estar um dia passaria.
Ah amigos. O risco da morte quando passa em sua vida, faz você se desesperar exatamente por não fazer as coisas cotidianas, por mais simples, por mais bobas que sejam. Como era doído saber que poderiam não serem mais realizadas.
É isso, ainda estou  aguardando a obra perfeita de Deus, já que só por ele pude ser encaminhada à cura. Sou um verdadeiro milagre de Deus e agradeço todos os dias tão grande bênção.  Espero que vocês todos os dias meditem nas pequenas coisas do cotidiano que poderiam não serem feitas caso você não estivesse mais vivo e aproveitem mais seus dias e não esqueçam de agradecer a tudo que te é dado.

UM ABRAÇO APERTADO E FIQUEM COM DEUS!

13 comentários:

  1. Que bom que você melhorou! Graças à Deus!
    Bjus!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só a Deus, mesmo amiga. Muito obrigada e um super beijo.

      Excluir
  2. Graças à Deus que você melhorou! Infelizmente muitas vezes só percebemos a importância das coisas mais simples quando estamos a ponto de perde-las...

    bj

    nandaaflordapele.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, Nanda. Quase sempre é assim. A gente nem percebe como tudo que temos diariamente faz parte de uma felicidade imensa. Beijos, amiga. Obrigadão.

      Excluir
  3. Graças a Deus, amiga, o susto passou! Ficou uma bela reflexão daquilo que realmente importa na vida: as bênçãos que Deus nos concede diariamente ao acordarmos e podermos apreciar a natureza e a convivência com nossos entes queridos. Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Aninha. A felicidade nos é dada todos os dias e às vezes nem a percebemos. Beijos amigona. Muito obrigada.

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Ah! Eu sabia que essa mulher era forte e guerreira e sabia também que Deus jamais tiraria sua vida sem antes cumprir a sua missão. Parabéns por esse lindo relato Carlinha. Você é um milagre de Deus em pessoa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh, amiga. Você me emocionou com seu depoimento. Muito obrigada pelo carinho de sempre e por sua amizade tão especial e presente, mesmo distante. Beijão, querida.

      Excluir
  6. Amiga lindo testemunho, nosso Deus é maravilhoso e sempre nos dá novas oportunidades. Big beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, amiga. Só a ele devo a bênção dessa vitória. Muito obrigada e super beijooo.

      Excluir
  7. Nossa, vc nasceu de novo. Graças a Deus vc está melhor. As vezes ELE faz isso qdo precisamos de uma pausa na correria, no modo de encarar a vida ou de mudar alguns conceitos. Que Deus te abençoe. Abraços! !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, querida. Senti sua falta. Você emana muita luz, mesmo não conhecendo pessoalmente. Beijo enormeeeeeeeeeeee. Fica com Deus!!!

      Excluir

Muito obrigada pela sua participação!!!